Desocupados por aqui:

Ocorreu um erro neste gadget

sexta-feira, 5 de dezembro de 2008

O VELHO SAMURAI

Autor: Desconhecido
Perto de Tóquio vivia um grande samurai, já idoso, que se dedicava a ensinar zen aos jovens. Apesar de sua idade, corria a lenda de que ainda era capaz de derrotar qualquer adversário. Certa tarde, um guerreiro conhecido por sua total falta de escrúpulos apareceu por ali. Queria derrotar o samurai e aumentar sua fama. O velho não aceitou o desafio e o jovem começou a insultá-lo. Chutou algumas pedras em sua direção, cuspiu em seu rosto, gritou insultos, ofendeu seus ancestrais. Durante horas fez tudo para provocá-lo, mas o velho permaneceu impassível. No final da tarde, sentindo-se já exausto e humilhado, o impetuoso guerreiro retirou-se. Desapontados, os alunos perguntaram ao mestre como ele pudera suportar tanta indignidade.
- Se alguém chega até você com um presente, e você não o aceita, a quem pertence o presente?
- A quem tentou entregá-lo - respondeu um dos discípulos.
- O mesmo vale para a inveja, a raiva e os insultos. Quando não são aceitos, continuam pertencendo a quem o carregava consigo. A sua paz interior depende exclusivamente de você. As pessoas não podem lhe tirar a calma. Só se você permitir...

sexta-feira, 11 de julho de 2008

Como produzir boas apresentações - Bibliografia

Atendendo a pedidos esta é a bibliografia da palestra sobre como produzir boas apresentações.

Livros:

  • A arte do começo - Guy Kawasaki
  • A influência da emoção do orador no processo de conquista dos ouvintes - Reinaldo Polito
  • Como fazer apresentações - Série Sucesso Profissional - PubliFolha
Artigos:
Abraço a todos e boas palestras.

segunda-feira, 12 de maio de 2008

O céu e o inferno

Bom, pra começo de conversa, é difícil escrever em um blog sem saber o que vai colocar primeiro, então, para iniciar esta "nova jornada", vou deixar uma parábola daquelas que, no final, quer dizer alguma coisa óbvia através de uma história, às vezes, bem interessante.

A história é mais ou menos assim:
"Certa vez, um discípulo caminhando com seu mestre, fez a ele a seguinte pergunta:
- Mestre, qual a diferença entre o céu e o inferno?
O mestre, depois de um breve instante, respondeu:
- Imagine um lugar onde existem várias pessoas e imensos montes de comida, caracterizando uma fartura inesgotável, onde não deveria haver em hipótese alguma a fome. Porém, cada indivíduo, para alcançar a comida, só dispõe de um longo bastão de 2 a 3 metros de comprimento e, por isso, não consegue levar a comida até sua própria boca. Assim, todos vivem sempre com fome e não conseguem se alimentar, mesmo tendo diante dos olhos uma fonte interminável de alimentos. Este é o inferno.
- Imagine agora outro lugar - continuou o mestre - que, assim como o primeiro, tem enormes montes de comida e cada indivíduo também só possui um enorme bastão para se alimentar e não consegue levar o alimento a sua própria boca, mas ao invés disso, as pessoas alimentam umas as outras vivendo conseqüentemente em fartura constante e ninguém passa fome. Este é o céu."

Moral da história:
"Em um mundo onde as riquezas estão diante de nós e não podemos alcançar, seremos felizes se ajudarmos uns aos outros."


quarta-feira, 9 de janeiro de 2008

Primeira Edição

Este é só um teste para a minha primeira postagem em um blog. Será que dará certo?