Desocupados por aqui:

Ocorreu um erro neste gadget

quarta-feira, 29 de setembro de 2010

MDH™ - Parte 20 - "Trabalhar..."

Em algum lugar neste país, um prédio de 4 andares foi totalmente destruído pelo fogo; um incêndio terrível.
Todas as pessoas das 10 famílias de Sem-teto, que haviam invadido o 1º andar, faleceram no incêndio.
No 2º andar, todos os componentes das 12 famílias de retirantes, que viviam dos proventos da "Bolsa Família", também não escaparam.
O 3º andar era ocupado por 4 famílias de ex-guerrilheiros, todos beneficiários de ações bem sucedidas contra o Governo, filiados a um ParTido politico influente, com altos cargos em estatais e empresas governamentais, que também faleceram.
No 4º andar viviam engenheiros, professores, médicos, advogados, empresários, policiais, bancários, vendedores, contadores. Trabalhadores e suas famílias. Todos escaparam!
Imediatamente o "Presidente da Nação" e toda a sua assessoria mandou instalar um inquérito para que o "Chefe do Corpo de Bombeiros" explicasse a morte somente dos cumpanheiros e porque somente os moradores do 4ºandar haviam escapado.
O Chefe dos Bombeiros respondeu:
— "Eles não estavam em casa - estavam trabalhando ou na escola!
Moral da História: Trabalhar não mata!

Thanks to José Maurício!

segunda-feira, 27 de setembro de 2010

SVPC™ - Episódio 80 - "Joãozinho e as prostitutas"

Joãozinho está dentro do carro do seu pai, quando avista duas prostitutas na calçada...
— Pai, quem são aquelas senhoras?
O pai meio embaraçado, responde: 
— Não interessa filho... Olhe antes para esta loja... Já viu os lindos brinquedos que tem? 
— Sim, sim, já vi. Mas... quem são as senhoras e o que é que estão fazendo ali paradas?
— São... são. São senhoras que vendem na rua. 
— Ah, sim?! Mas vendem o quê??  - Pergunta admirado o garoto.
— Vendem.... vendem... Sei lá... vendem um pouco de prazer. 
O garoto começa a refletir sobre o que o pai lhe disse, e quando chega em casa, abre a sua carteira com a intenção de ir comprar um pouco de prazer.
Estava com sorte! Podia comprar 50 reais de prazer!
No dia seguinte vai ver uma prostituta e pergunta-lhe:  
— Desculpe, minha senhora, mas pode-me vender 50 reais de prazer, por favor? 
A mulher fica admirada, e por momentos não sabe o que dizer, mas como a vida está difícil, ela aceita.   Porém, como não poderia agir de forma 'normal' com o garotinho, leva o garoto para casa dela e prepara-lhe seis pequenas tortas bem gostosas de morango e chocolate.
Já era tarde quando o garoto chega em casa.
O seu pai, preocupado pela demora do filho, pergunta-lhe onde ele tinha estado. O garoto olha para o pai e diz:  
— Fui ver uma das senhoras que nós vimos ontem, para lhe comprar um pouco de prazer!
O pai fica amarelo: 
— E... e então... como é que se passou?
— Bom, as quatro primeiras não tive dificuldade em comer, a quinta levei quase uma hora e a sexta foi com muito sacrifício. Tive quase que empurrar para dentro com o dedo, mas comi mesmo assim. Ao final estava todo lambuzado, melequei todo o chão, e a senhora me convidou para voltar amanhã,mas para ser sincero ao senhor eu só tive prazer nas três primeiras , as outras só comi para mostrar que sou homem mesmo, posso ir amanhã novamente, pai?
O pai desmaiou.
Thanks to José Maurício!
SVPC™ - Só Vendo Para Crer
"Um dia é você que pode estar aqui!"

sábado, 25 de setembro de 2010

C™ - 21

QUANDO UM HOMEM DEVE USAR BRINCO

Um dia, no escritório de advocacia, um homem reparou que o seu colega, muito conservador, estava usando um brinco.
- Não sabia que você gostava desse tipo de coisas -  comentou.
- Não é nada de especial, é só um brinco - replicou o colega.
- Há quanto tempo você o usa?
- Desde que a minha mulher o encontrou, no meu carro,  na semana passada e eu disse que era meu...

Thanks to José Maurício!
C™ - Curtas
Porque tamanho não é documento.

quinta-feira, 23 de setembro de 2010

EGS™ - Batalha 21 - "Cada um com sua versão"

Cada Um Com Sua Versão

Duas mulheres conversando:
— Como foi sua transa ontem?

- Uma catástrofe! Meu marido chegou do trabalho, jantou em 3 minutos, depois tivemos sexo durante 4 minutos e após 2 minutos, ele já estava dormindo! E sua transa, como foi?

- Foi fantástica! Meu marido chegou em casa levou-me para jantar e depois passeamos à pé, durante 1 hora até voltarmos para casa. Após 1 hora de preliminares à luz de velas, fizemos sexo durante 1 hora e, no fim, ainda conversamos durante mais 1 hora!
Os dois maridos conversando:

— Como foi tua trepada ontem?

- Foi fantástica! Cheguei em casa e o jantar estava na mesa; jantei, dei uma rapidinha e dormi feito pedra! E a sua?

- Uma catástrofe! Cheguei em casa e não havia luz porque esqueci de pagar a última conta. Tive que levar minha mulher para jantar fora. A comida foi uma porcaria e caríssima, tão cara que fiquei sem dinheiro para pagar o táxi de volta. Não tivemos outra alternativa senão ir a pé para casa. Chegamos em casa e como não tínhamos eletricidade, fomos obrigados a acender velas! Eu estava tão stressado que precisei de 1 hora até que o bicho ficasse duro e uma hora até conseguir gozar. Foi de tal maneira irritante que não peguei no sono durante 1 hora, e fui bombardeado pela minha mulher com uma infindável conversa fiada.

Thanks to José Maurício!
EGS™ - Eterna Guerra dos Sexos
"Mulheres primeiro, homens atrás."

sexta-feira, 10 de setembro de 2010

MDH™ - Parte 19 - Dia de caçador

Um famoso repórter de televisão estava em Uzbequistão, no meio de uma grande reportagem que falava sobre os costumes do local. De repente, ele se deparou com um velhinho e logo começou a entrevistá-lo:

- O senhor poderia me contar um fato de sua vida que jamais tenha se esquecido?

- Um dia, há muito tempo, minha cabra se perdeu na montanha. Como manda a nossa tradição, todos os homens da cidade se reuniram para beber e sair à procura da cabra. Quando finalmente a encontramos, já de madrugada, bebemos mais uma dose e, como de costume, todos transaram com a cabra, um por um. Foi uma cena inesquecível...
- Meu senhor, sinto em lhe dizer que a emissora dificilmente levará ao ar essa declaração, então eu sugiro que o senhor conte uma outra história... Quem sabe se o senhor nos contasse uma história bem feliz...
- Ok, também já vivi uma história muito feliz aqui... Um dia, a mulher do meu vizinho se perdeu na montanha. Como manda a nossa tradição, todos os homens da cidade se reuniram para beber e sair à procura da mulher. Quando finalmente a encontramos, bebemos mais uma dose e, como de costume, todos os homens da cidade transaram com a boazuda. Foi a maior diversão da minha vida!
- Ok, vamos tentar mais uma vez:
Será que o senhor não poderia nos contar uma história muito, muito triste?
Então o velho homem baixou a cabeça e, com os olhos cheios de lágrimas, começou:
- Um dia, eu me perdi na montanha...

Moral da História: Nem sempre o dia é do caçador...

SVPC™ - Episódio 79 - "Supertrash"

Supertrash...


SVPC™ - Só Vendo Para Crer
"Um dia é você que pode estar aqui!"

quarta-feira, 8 de setembro de 2010

SVPC™ - Episódio 78 - "Superpup"


SVPC™ - Só Vendo Para Crer
"Um dia é você que pode estar aqui!"