Desocupados por aqui:

Ocorreu um erro neste gadget

segunda-feira, 12 de maio de 2008

O céu e o inferno

Bom, pra começo de conversa, é difícil escrever em um blog sem saber o que vai colocar primeiro, então, para iniciar esta "nova jornada", vou deixar uma parábola daquelas que, no final, quer dizer alguma coisa óbvia através de uma história, às vezes, bem interessante.

A história é mais ou menos assim:
"Certa vez, um discípulo caminhando com seu mestre, fez a ele a seguinte pergunta:
- Mestre, qual a diferença entre o céu e o inferno?
O mestre, depois de um breve instante, respondeu:
- Imagine um lugar onde existem várias pessoas e imensos montes de comida, caracterizando uma fartura inesgotável, onde não deveria haver em hipótese alguma a fome. Porém, cada indivíduo, para alcançar a comida, só dispõe de um longo bastão de 2 a 3 metros de comprimento e, por isso, não consegue levar a comida até sua própria boca. Assim, todos vivem sempre com fome e não conseguem se alimentar, mesmo tendo diante dos olhos uma fonte interminável de alimentos. Este é o inferno.
- Imagine agora outro lugar - continuou o mestre - que, assim como o primeiro, tem enormes montes de comida e cada indivíduo também só possui um enorme bastão para se alimentar e não consegue levar o alimento a sua própria boca, mas ao invés disso, as pessoas alimentam umas as outras vivendo conseqüentemente em fartura constante e ninguém passa fome. Este é o céu."

Moral da história:
"Em um mundo onde as riquezas estão diante de nós e não podemos alcançar, seremos felizes se ajudarmos uns aos outros."